Acesse nosso portal

Blog EAD Nossa Sra da Glória

Profissão historiador: saiba tudo sobre essa carreira!

Postado por Cleiton Miranda on 11-01-2018 6:00

Você sabe quem é o artilheiro do seu clube em todos os tempos e qual a maior goleada que o time aplicou? Quantas vezes o Brasil já trocou de moeda oficialmente? Barack Obama foi o primeiro negro a assumir a presidência dos Estados Unidos?

Para responder a estas e tantas outras questões que movem o mundo, é necessária uma pesquisa histórica. Afinal de contas, a preservação das memórias é essencial para o entendimento da evolução e das transformações das sociedades.

Embora sua presença esteja bastante associada às salas de aula, quem cursa uma graduação em História pode trilhar muitos outros caminhos. No post de hoje, nós vamos explicar qual é a rotina de um historiador.

O que faz um historiador?

Recai sobre o historiador a importante missão de investigar o passado, interpretando os fatos sob um viés crítico. Para a sua análise, ele deve se debruçar sobre os mais diversos aspectos: economia, comportamento, valores culturais e morais, etc.

Os diferentes registros encontram-se documentados das mais diferentes formas: além dos meios impressos – livros, revistas e jornais – há também vídeos, imagens e áudios. Como boa parte destes materiais compõem o acervo de bibliotecas e museus, podemos dizer que estes são locais bastante visitados – e também potenciais empregadores – por um historiador.

O bacharel também pode fazer entrevistas com pessoas que foram “testemunhas da história”, estando presentes em acontecimentos marcantes para a comunidade, o país ou o mundo.

Como organizar as informações?

Uma vez que o processo de coleta de informações tenha se encerrado, o historiador deve definir os critérios para a catalogação dos registros, seja por ordem cronológica, localização geográfica ou relevância do fato em estudo.

Também é importante que todos os indícios sejam devidamente contextualizados. Em seguida, começa o processo de seleção e hierarquização dos objetos ou do fato em estudo.

Um dos requisitos essenciais para a credibilidade do profissional que cursa uma graduação em História é verificar a autenticidade dos registros encontrados, muito embora o prazo para a conclusão desta análise possa variar conforme a complexidade e o estado de conservação do objeto.

Onde você pode trabalhar?

O campo de trabalho para o historiador é bastante amplo. Além de conduzir pesquisas que servirão como um ponto de partida para a redação de teses, livros e artigos, ele também pode produzir ou revisar conteúdos de cunho didático para editoras.

Pode, ainda, desenvolver trabalhos específicos para empresas ou instituições interessadas em preservar sua história. Normalmente, este tipo de projeto é bastante comum em datas comemorativas, nas quais costumam ser lançados livros ou hotsites que recontam os principais acontecimentos.

Nos museus, como já citado, a intervenção de um historiador ajuda na catalogação do acervo. Por fim, ele pode colaborar com o roteiro de documentários e outras obras ficcionais que visam reconstituir determinado período.

Viu só como as perspectivas para quem faz uma graduação em História são promissoras? E o melhor de tudo é que este é um curso que pode ser feito a distância! Baixe o e-book e conheça melhor essa modalidade!

Cleiton Miranda

Escrito por Cleiton Miranda

Topics: História