Acesse nosso Portal
  

Quem vê um prédio já construído não faz ideia do esforço para que ele fosse erguido. Inúmeros cálculos para descobrir a capacidade de suporte do solo, força de sustentação, mudanças de temperatura, quantidade de material e a resistência de cada um, além do desenvolvimento de instalações hidráulicas e elétricas.

À frente de tudo isso, está o engenheiro civil, um profissional altamente valorizado no mercado brasileiro. Saiba mais a respeito do curso e da profissão!

 

Atuação

Quem escolhe a Engenharia Civil como profissão trabalha, principalmente, na concepção, planejamento e atuação de obras e infraestruturas, sejam pontes, estradas, edifícios, indústrias, obras para implementação de saneamento, barragens e outras tantas construções.  Por isso, é comum escutar que o engenheiro civil está ligado diretamente ao crescimento de cidades e da própria economia do país.

 

O curso: aptidão para exatas

O estudante de Engenharia Civil deve estar ciente que as ciências exatas farão parte de sua rotina, tanto durante a graduação quanto na profissão. Cálculo, Física, Química e Estatística, por exemplo, são temas vistos logo nos primeiros períodos da graduação.

Laboratórios para a compreensão de materiais, estruturas e outras práticas da profissão também estão inclusos como forma de aprendizado e são fundamentais na vida acadêmica do estudante.

Para concluir a graduação, o aluno deve ainda fazer um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) e estágio supervisionado obrigatório. Dessa forma, o profissional está pronto para entrar no mercado de trabalho, basta fazer seu registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea) da sua região.

 

engenharia-civil-como-e-o-curso-e-onde-posso-trabalhar

 

Mercado de trabalho

Embora a crise econômica no Brasil tenha afetado um pouco as ofertas de trabalho de Engenharia Civil, tem ocorrido uma retomada e aquecimento da área.

Além de construtoras que continuam programando novos lançamentos, questões fundamentais para a sociedade, como geração de energia ou projetos de saneamento, continuam na ativa e requerem profissionais da área.

Por isso, mesmo com oscilações, esse é um mercado que vale a pena e que continua apresentando uma das maiores taxas de ocupação.

No início da carreira, a média de salário de um engenheiro civil é de R$4 mil, no entanto, no auge da profissão é possível que o profissional fature entre R$10 mil e R$20 mil.

 

Além do campo de obras

É comum pensar que a atuação do engenheiro civil será exclusiva dos campos de obra e de fato são as vagas que estão mais disponíveis para esse profissional.

No entanto, ainda é possível encontrar diferentes alternativas de trabalho. Empresas de mineração, telecomunicações, materiais de construção, equipamentos industriais, setores financeiros, docência ou ainda, consultoria, são possibilidades para quem se forma no curso de Engenharia Civil.

Também é possível se envolver na criação de novas tecnologias para a área. A partir do conhecimento técnico e a experiência com obras, alguns engenheiros são capazes de identificar as necessidades tecnológicas e se empenhar em suas devidas áreas para desenvolvê-las.

Gestão de projetos também é uma alternativa aos engenheiros civis. Eles são responsáveis por criar estratégias e planejamentos, implementar novas tecnologias, identificar os equipamentos e ferramentas necessárias, além de gerir financeiramente os projetos.  

Leia também: Prepare-se para o vestibular com 10 dicas práticas e eficientes!

Topics: Dicas, Faculdade, vestibular unit, enem, unit, faculdades com melhor cursos superiores em recife

Cleiton Miranda

Written by Cleiton Miranda