emec

O que você precisa saber sobre o mercado de trabalho?

Saiba como aproveitar as melhores oportunidades do mercado de trabalho e crescer profissionalmente na sua área de atuação.


Mais do que uma boa formação, é preciso ter um ótimo currículo, uma boa qualificação e saber como entrar no mercado de trabalho. Hoje refletiremos sobre como aproveitar as melhores oportunidades do mercado, mostrando sobre o que é preciso considerar para conquistar uma vaga de trabalho de maneira inteligente.

Como entrar no mercado de trabalho

Assim como qualquer coisa devidamente planejada e realizada, uma entrada no mercado de trabalho da sua área de escolha é um evento a ser, ao menos, idealizado. Sonhar com onde queremos estar daqui a dez anos é um exercício saudável, e nos faz criar metas para nós mesmos — que poderemos, ou não, atingir.

O cumprimento de uma promessa não depende somente da nossa disposição, ou cumpriríamos todas as promessas que fizemos a nós mesmos e seríamos felizes para sempre. No entanto, temos de lidar com imprevistos e com o momento em que estamos.

Isso também vale para o seu futuro profissional. É preciso pensar que, ao longo do caminho do crescimento na carreira, haverá imprevistos. Chegar ao emprego dos sonhos também significa aproveitar o momento e crescer conforme necessário.

Estamos falando de tendências de mercado, demanda profissional regional e nacional, coisas do tipo. Esses fatores influenciam no modo como devemos planejar, principalmente quando se trata de escolher como ingressar no mercado de trabalho.

Investir em capacitação técnica desde cedo

Se você tem interesse em criação de conteúdo ou de criar layouts, programar e até mesmo investir pequenas quantias de dinheiro, leve seu desenvolvimento técnico  a sério.

Muitas vezes criamos o interesse por passatempos cujo método de origem advém de uma rotina profissional muito acessível desde jovem. Um exemplo são jogos, que requerem conhecimento técnico em programação, modelagem 3D e storytelling.

Esse gosto pode ser aprofundado: frequentemente temos curiosidade de saber como é possível criar esse tipo de produto, até mesmo de experimentar na criação dele. 

A edição de vídeos é outro exemplo: passamos muito tempo consumindo conteúdo on-line e esse interesse pode ser aprofundado para aprender-se o método de edição, como são os softwares para essa atividade, desafios que configuraram o destaque do profissional, etc.

Também não se deve relevar os cursos extra-curriculares, como de idiomas, artes marciais e esporte; são atividades que moldam nosso perfil social e carregam valores e objetivos consigo, que representam algo a ser almejado na ética pessoal.

Através dessas atividades, comuns a várias pessoas, é possível estabelecer laços importantes, que podem resultar em experiências profissionais devido ao contato com outros profissionais.

Há empresas que endossam essa interação entre os trabalhadores, valorizando-a como uma parte importantíssima do convívio e entrosamento empresarial entre os mesmos. Outras a enxergam como estímulo à competitividade e trabalho em equipe, comparando a dedicação e resultados das equipes de maneira lúdica e descontraída.

De qualquer modo, é preciso valorizar atividades que estimulem sua capacitação e interação social positiva. No mercado de trabalho, os profissionais que têm mais aptidão e fluência, somadas à excelente etiqueta social, são os mais bem-sucedidos.

O mercado de trabalho como um ecossistema

Nossa vida é sujeita à causalidade e ao acaso, concomitantemente, fazendo com que seja necessário preparar-se previamente para enfrentar situações das mais simples às mais desafiadoras.

O mercado de trabalho, principalmente para os iniciantes, é muito acirrado e desafiador. Todos procuram sua inserção de maneira otimizada, mas nem todos consideram as exigências e demandas do mesmo — o que é um erro.

Por isso, saiba que unir uma capacitação técnica com fatores sociais, como exemplificamos antes, deve vir acompanhada da capacidade de entender o mercado e a demanda pelo tipo necessário de serviço a ser prestado.

Por exemplo, formando-se em ciência da computação, é possível que um profissional versado na programação desde sua adolescência e que desempenha atividades extracurriculares, pense que tenha o perfil ideal para trabalhar em determinado setor.

Sendo esse setor dedicado a implementar sistemas de QR em processos de atendimento e serviço públicos, por exemplo, mas é provável que essa tendência cesse em alguns anos. Não pela falta de popularidade da tecnologia, mas pela obsolescência de adequar-se ao QR.

Perceba que, recentemente, até mesmo o transporte público adotou o uso de códigos QR — que tiveram de ser retrô-implementados em muitos casos — mas, é possível que no futuro, não exista mais a necessidade de adaptação, pois o QR se tornou uma tecnologia muito estável popularizada.

O mercado de trabalho também poderia, nesse caso, acabar se popularizando apenas em determinadas regiões do país, fazendo com que a adoção do código QR fosse, hipoteticamente dizendo, menos comum.

Nesse caso, seria necessário ter uma atenção à demanda regional crescente dessa tecnologia pelos que desejam trabalhar nesse setor. Provavelmente a sua aplicação seria muito mais popular em centros urbanos, motivando uma mudança em decorrência da oportunidade de trabalho.

São vários fatores que incorrem na nossa decisão profissional e, factualmente, é comum que nos mudemos em função da oportunidade de trabalhar. Tivemos grandes imigrações na história do mundo, motivadas, principalmente, pela oportunidade e promessa de prosperidade.

O que significa que também pode ser uma opção a você: motiva-se que o profissional utilize sua habilidade profissional e comunicativa em outra língua para obter uma melhor experiência de trabalho, que seja necessária da sua experiência específica.

É comum que profissionais comecem a desenvolver um conceito inovador para indústrias estrangeiras — motivados por altas da demanda internacional por um tipo em especial de recurso ou procura de trabalhadores que estão em falta no território em questão.

Então, pense como sua formação atual, de ensino superior, pode acabar evoluindo. Procure conciliar sua vontade de crescer aos recursos e capacidades já disponíveis — ou procure novos — afinal, o mercado de trabalho estará sempre mudando e criando demandas.

Procure projetar seu futuro enquanto profissional em função da sua especialização: seja habilitado na graduação, pós-graduação ou demais opções, preste atenção no rumo da sua carreira enquanto inserida em um mercado de trabalho que pode, eventualmente, precisar da sua experiência em outro lugar — ou até motivá-lo a procurar outra especialização.

POSTS RELACIONADOS