emec

Como é o mercado de trabalho em Engenharia de Produção?

Saiba como se encontra o mercado de trabalho para a Engenharia de Produção e as vantagens que colocam esse profissional em destaque.


Atualmente temos um cenário de intensa industrialização e globalização, cada vez mais os processos produtivos precisam ser otimizados para que se obtenha um aumento de competitividade na empresa, de forma com que aumente a satisfação dos clientes e reduza custos.

A Engenharia de Produção é uma área que envolve conhecimentos diversos, desde desde a área de exatas, como cálculos, até mesmo gestão de pessoas , administração e economia. 

O diploma desses profissionais é rico, isso faz com que eles estejam aptos a coordenar e gerenciar os processos de produção de empresas e indústrias.

O profissional de Engenharia de Produção é requisitado em muitos setores, por exemplo em empresas prestadoras de serviços, instituições públicas e financeiras, indústria alimentícia, automobilística e têxtil. Dificilmente terá dificuldade em conseguir emprego.

O mercado de trabalho para a Engenharia costuma ser estável em termos financeiros. Isso se deve ao fato de que a exigência por profissionais especializados com conhecimentos na área é algo constante.

Para a Engenharia de Produção, o mercado continua em uma crescente, oferecendo vagas por todo o Brasil. Portanto, é um ramo bem sucedido em termos de carreira e empregabilidade, com uma das profissões com melhores salários.

Quais as principais competências e áreas de atuação? 

Engenheiro de produção

As principais competências do engenheiro de produção envolvem o desenvolvimento estrutural da empresa, a administração da mão de obra, operações logísticas, o planejamento de novos processos e a previsão de problemas por meio da simulação de processos.

Dito isso, podemos citar algumas áreas de atuação para esse profissional, como veremos a seguir: 

  • Engenharia do trabalho: encarregados de zelar pela integridade dos colaboradores de uma instituição, fazendo com que reduza os riscos de acidente de trabalho.
  • Desenvolvimento Organizacional: assegura que a companhia acompanhe o desempenho do mercado de trabalho em tempo ágil, sem perder em resultados e ficando à frente da concorrência.
  • Controle de Qualidade: verifica produtos e define padrões para os procedimentos realizados dentro da empresa ou instituição de trabalho.
  • Produção Mecânica: instala, projeta e gerencia máquinas que formam uma linha de produção.
  • Planejamento e Controle: idealiza o futuro da empresa por meio de análises internas  externas, simulando cenários futuros em determinado período de tempo.
  • Produção Elétrica: desempenha suas funções nas indústrias de componentes eletrônicos e empresas do setor de energia elétrica.
  • Produção Civil: Nesta, o profissional exerce sua função integrando conhecimento de Engenharia de Produção Civil, trabalhando em projetos de construção civil e sistemas produtivos.

O peso de obter o diploma na área abre uma gama de oportunidades de trabalho. Esse leque de variadas funções com objetivos diferentes, coloca o profissional em Engenharia de Produção em um mercado promissor.

Além do mais, o estudante não precisará começar o curso com o receio de estar abraçando um trabalho monótono. Ele pode preferir várias categorias para se especializar futuramente. O importante é investir na formação continuada e alcançar o sucesso que tanto almeja.

 

>>>> Descubra tudo sobre a área de Engenharia de Produção!

 

Por que o mercado de trabalho para a Engenharia de Produção está em alta?

A utilização de conhecimentos em gestão e qualidade, concede às empresas uma mudança radical em suas áreas e processos problemáticos. A Engenharia de Produção é capaz de reverter um problema grave, em benefício para a rentabilidade de um negócio.

Na real, a profissão possui uma visão futura rica em possibilidades. E levando em consideração esses aspectos citados, chegamos em uma conclusão que, o mercado de trabalho para a Engenharia e Produção valoriza o profissional.

Outro fator que define o destaque dessa profissão está entre uma das mais relevantes, são as remunerações e salários ofertados por empresas em diversas partes do país. De acordo com o portal Vagas, empresas de grande porte chegam a pagar R$ 1.500,00 para o cargo de estágio. O salário de um formado pode chegar a R$ 5.000,00 ao mês.

Além disso, em uma rápida visita ao site do CREA-SP, podemos citar as seguintes remunerações de acordo com a lei n° 4.950-A/1996:

  • Seis salários mínimos: para uma carga horária de 6 horas diárias de trabalho;
  • Sete salários mínimos: para uma carga horária de 7 horas diárias de trabalho;
  • Oito salários mínimos: para uma carga horária de 8 horas diárias de trabalho.

O estágio na área de Engenharia de Produção

O profissional de Engenharia de Produção no início de seu estágio tem como uma das funções, auxiliar na criação de soluções que possam gerar lucro e produtividades dentro de uma empresa. O estágio é muito importante para o início de uma carreira profissional, então é necessário absorver o máximo de conhecimento prático e teórico possível.

Quando um estagiário de Engenharia de Produção começa a prática das funções, sempre estará em companhia de um responsável, para acompanhar em todas as ações no campo, como se fosse um supervisor. 

Existem algumas áreas em que o estagiário em Engenharia de Produção pode atuar durante seu período de aprendizado prático dentro de uma organização, por exemplo: 

  • Elétrica: irá trabalhar na criação, instalação e manutenção de componentes elétricos, podendo atuar também em diversas empresas de diferentes portes, como usinas elétricas.
  • Mecânica: está envolvido na criação e desenvolvimento de veículos ou máquinas. Existem várias instituições governamentais que necessitam de profissionais desse porte.
  • Produção: o estagiário poderá desempenhar suas atividades voltadas para a manutenção e produtividade da empresa. Pode ser na parte financeira, administrativa ou organizacional.

Como conseguir um estágio? 

Já é possível solicitar uma vaga de estágio, quando o aluno já se encontrar na metade do curso. Existem algumas formas de conseguir um estágio obrigatório dentro de uma empresa, vejamos as seguintes formas:

  • Através da faculdade: uma boa ferramenta que pode ser usada ao seu favor é a chamada network, entre em contato com a coordenação do curso, professores e busque encontrar oportunidades.
  • Sites de emprego: sites especializados continuam sendo a melhor forma de conseguir vaga de estágio obrigatório. Alguns sites dedicam páginas somente para cursos específicos na sua área e mercado.
  • Rede social: hoje em dia existem grupos whatsapp, instagram especializados em divulgação de vagas de estágio de qualquer área. Basta identificar o lugar onde procurar e enviar currículos.

O estudante precisará passar por um processo seletivo que pode ser feito de diversas formas dependendo da empresa, para que consiga uma vaga de estágio. Na maioria das vezes, existem duas fases onde a primeira fase, os estudantes têm que comprovar seus conhecimentos teóricos, seja através de uma prova escrita. E a segunda fase, é composta por uma entrevista com um profissional da área que irá avaliar suas aptidões para o preenchimento da vaga.

 

Ficou interessado na profissão de engenharia de produção e quer se tornar um profissional de destaque no mercado de trabalho? 

>>>> Descubra tudo sobre a área de Engenharia de Produção!

POSTS RELACIONADOS