<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=775767832961976&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

PDI: descubra o que é e saiba como ter o seu

Você sabe o que é PDI? Saiba a importância para o sucesso profissional e como construir o seu.


Quer saber mais sobre os benefícios do PDI? Entenda o que é PDI, por que é importante para o desenvolvimento da carreira e como montar o seu.

No final, temos uma surpresa! Boa leitura!

O Plano de Desenvolvimento Individual (PDI) é uma ferramenta bastante utilizada por profissionais que desejam traçar melhor o seu futuro dentro de uma empresa. Dessa forma, é possível investir tempo e dinheiro no que vai fazer você crescer - de verdade! - como profissional.

Em geral, o PDI é feito pelas próprias empresas para seus colaboradores, com o auxílio de um profissional de recursos humanos especializado nessa área. 

O que é PDI?

o-que-e-um-pdi

 

O PDI, ou Plano de Desenvolvimento Individual, é um planejamento feito com o objetivo de desenvolver a carreira de acordo com os objetivos do profissional. Para isso, é realizado um mapeamento de competências necessárias e elaboradas metas e prazos. 

O PDI pode ser feito com o auxílio de um profissional especializado e, no geral, é realizado pela própria empresa em que o colaborador trabalha. Assim, é mais fácil alinhar as suas expectativas com as possibilidades e cargos da empresa, maximizando o potencial de cada pessoa do time. 

 

Por que fazer um Plano de Desenvolvimento Individual?

Essa resposta é simples: o principal motivo para fazer um Plano de Desenvolvimento Individual é ter maior segurança sobre quais passos devem ser dados para alcançar o sucesso profissional.

Com o PDI traçado, o profissional consegue visualizar melhor o que é necessário para chegar a um cargo ou um nível específico da empresa. Dessa forma, ele consegue focar as energias, os esforços e os investimentos financeiros em qualificações que realmente darão retorno.

Em contrapartida, para a empresa é uma forma de garantir maior retenção de talentos e o melhor aproveitamento das potencialidades de cada profissional. Todos os lados saem ganhando!

Além disso, um PDI oferece outras vantagens como:

  • autoconhecimento;
  • aceleração da carreira
  • diferencial competitivo;
  • segurança profissional;
  • rentabilidade financeira;
  • maior clareza da trajetória profissional;
  • mais tempo para dedicar à família, aos amigos e ao lazer.


O que deve ter em um PDI?

 

checklist

 

Para ter um PDI realmente eficiente e assertivo com as suas necessidades e objetivos é necessário que esse planejamento tenha alguns elementos. 

Confira, a seguir, quais elementos são esses.

 

1. Formação e experiências profissionais

É importante que no documento tenha a formação profissional, como graduação e especialização. Cursos extras, como idiomas, e experiências profissionais relevantes também são bem-vindos, caso houver.

Assim você consegue identificar mais facilmente quais habilidades técnicas faltam ser alcançadas.

 

2. Hard e soft skills

Ainda pensando em mapear o que você já tem, é importante que o PDI tenha as suas hard e soft skills.

Sendo a primeira as habilidades técnicas que você possui, como por exemplo: técnicas de SEO, conhecimento de métricas para redes sociais, manuseio de um CRM de vendas ou do AutoCad, saber elaborar um relatório de vistoria para compra ou aluguel de imóveis etc.

Já a segunda se refere às habilidades comportamentais, como: boa oralidade, facilidade de trabalhar em equipe, inteligência emocional, perfil motivador etc.

Se você não souber as suas, não se preocupe: será um exercício para você descobrir as suas potencialidades sob o olhar de um profissional de RH habilitado.

 

3. Metas de curto, médio e longo prazo

Para chegar a um objetivo é necessário ter metas, por isso, é crucial definir esses pontos no PDI. Lembre-se que é considerado:

  • curto prazo: 6 meses a 1 ano
  • médio prazo: 2 a 5 anos
  • longo prazo: 5 a 10 anos

4. Prazos

Além da definição de metas é necessário, é claro, estipular prazos para que eles sejam cumpridos. Afinal, quanto mais elaborado e específico for o seu PDI maiores são as chances de que você consiga chegar ao seu objetivo.

 

5. Análise de custos

Para tornar o planejamento possível é necessário ter uma análise de custos que deve estar combinada aos prazos e metas.

Assim, você consegue se organizar financeiramente fazendo uma poupança destinada apenas a qualificação profissional.

 

Como montar um PDI

 

livro

 

Mais do que alguns planos no papel, para ter um Plano de Desenvolvimento Individual eficiente é necessário ter atenção a alguns pontos da sua carreira, assim você consegue passar ao profissional que realiza o PDI todos os detalhes da sua trajetória e aonde quer chegar.

Confira a seguir!

 

1. Analise o seu cenário atual

Assim como qualquer planejamento, o seu PDI deve iniciar a partir do ponto que você está agora. 

Tenha anotado todos os cursos e especializações que você já possui, bem como seus pontos fortes e fracos. Não esqueça de detalhar também as suas habilidades técnicas e comportamentais, elencando também o nível de domínio.

Por exemplo: se você sabe manusear um CRM de Vendas, mas apenas o básico, coloque uma pontuação equivalente de 1 a 5. 

Dessa forma, o profissional de RH conseguirá visualizar o que você precisa aprender, o que precisa ser melhorado e o que você já tem como ponto forte.

 

2. Pense nos seus objetivos

Aqui é o momento de decidir o que você quer para o futuro. Vale colocar até mais de um cargo ou uma mudança de setor, se for do seu desejo e uma cultura da empresa na qual trabalha.

Caso tenha dificuldade nessa parte, peça ajuda ao seu mentor. Nesse momento, pode acontecer de perder um pouco o foco e é sempre bom contar com alguém com mais experiência.

 

3. Reflita sobre o que você gostaria de melhorar

Após definir o seu objetivo, reflita sobre as suas qualificações e pontos fortes; após isso, faça o caminho contrário, quais pontos eu gostaria de melhorar?

No momento da consulta com o seu mentor, ele saberá exatamente quais são as qualificações e habilidades necessárias para ocupar a vaga que você deseja. A auto reflexão é importante para que você consiga passar para esse profissional quais pontos você deseja melhorar.

Essa etapa é mais analítica, portanto, não tenha pressa! Quanto mais informações você tiver, mais rico e assertivo será o seu PDI.

 

4. Entenda quais são as suas prioridades

Aqui é preciso ter uma visão crítica para saber o que é realmente mais urgente e se vale a pena investir nisso em um primeiro momento.

Também não esqueça de estabelecer prazos reais, contando o investimento financeiro que você pode fazer sem criar dívidas e os momentos de lazer.

Para ajudar, vale listar os cursos e qualificações que você quer e colocar na Matriz de Eisenhower

matriz

 

5. Faça um planejamento financeiro profissional

Uma parte fundamental do PDI é o planejamento financeiro para alcançar os objetivos do plano. Afinal, grande parte das estratégias irão depender de cursos de especialização e de atualização.

Para não ser pego de surpresa e adiar os prazos, após ter estabelecido junto ao profissional de RH qual caminho deve seguir, faça uma pesquisa de quanto será necessário investir em cada curso e depois o valor total para isso.

Não esqueça de pensar em um valor adicional, já que alguns cursos podem aumentar de valor após certo tempo.

Após isso, calcule quanto será necessário juntar por mês para financiar o seu plano de carreira. Nesse ponto, lembre-se que tudo o que está no PDI deve ser encarado como um investimento, já que após as suas qualificações o seu salário irá aumentar. 

 

6. Crie desafios

Uma dica para acelerar o seu crescimento é se propor desafios enquanto realiza metas.

Por exemplo: se você precisa melhorar a sua oralidade, uma meta do seu PDI será fazer um curso para isso no mês x. Enquanto isso, você pode começar a se desafiar a falar mais em reuniões e posteriormente até a fazer pequenas apresentações no trabalho.

Dessa forma você vai adquirindo mais confiança e no momento de realizar o curso pode aproveitá-lo mais.

 

7. Mantenha o seu PDI sempre à vista!

Outro ponto importante na construção do PDI é manter o documento sempre à vista. Isso vai servir como um estímulo para você lembrar dos seus objetivos!

 

8. Acompanhe as suas metas regularmente

Por fim, não deixe de acompanhar regularmente as suas metas, prazos e planos. Ainda que seja um planejamento, não tem problema alterá-lo se necessário. Até porque é melhor ter um plano fiel do que algo que não será seguido à risca.

 

 

banner-email-workshop-construa-seu-planejamento-de-carreira-impecavel

 

Se você deseja montar um Planejamento de Carreira  completo, com a visão de outros profissionais do mercado, nós temos a solução!

Elaboramos um workshop educativo e gratuito para que você tenha um planejamento ainda mais detalhado e assertivo. Mentores renomados na área de recursos humanos irão contar o passo a passo para você construir uma carreira profissional focada no desenvolvimento de líderes de sucesso.

E o melhor de tudo: você ainda ganha um modelo de Planejamento de Carreira para preencher com seus dados.

Inscreva-se agora

 

 

Até a próxima!

 

Gostou do conteúdo? Leia também:

 

Medo de falar inglês? Confira 5 dicas infalíveis!

Tipos de pós-graduação: entenda as diferenças e faça a escolha certa

 

 

banner-email-ebook-atualizacao-profissional

Saiba como se tornar um profissional de destaque!

Siga esse passo a passo para conquistar às melhores vagas. 🎯

👉 Preencha o formulário e acesse agora.

 

POSTS RELACIONADOS