emec
TRANSFERIR UM CURSO DE UNIVERSIDADE

Como transferir um curso de universidade pública para privada?

A transfêrencia de curso de uma universidade pública para uma privada é simples de fazer, mas requer atenção no processo. Acesse já e saiba mais!


Por uma série de razões, um estudante pode precisar trocar de instituição de ensino no decorrer de seu curso. E, embora o caminho inverso seja o mais comum, também é possível transferir graduação da universidade pública para a privada. Nesse post, você ficará sabendo quais são os critérios para este procedimento. Vamos lá?

O que leva um estudante a trocar de instituição?

De modo geral, são várias as razões que motivam um graduando à transferência de universidade no decorrer de seu curso. Algumas vezes, essa mudança é fruto de um anseio pessoal, em outras essa necessidade se manifesta em virtude de circunstâncias externas.

Dentre os motivos  que levam o estudante a tomar essa decisão, estão:

  • um evidente descontentamento com a universidade de origem;
  • reflexo de uma infraestrutura deficiente ou;
  • da incompatibilidade com a metodologia de ensino;
  • a mudança para uma outra cidade, em virtude de uma proposta de trabalho;
  • ou até mesmo a troca de curso.

Neste último caso, o graduando dá-se conta de que fez uma escolha equivocada no vestibular e não tem afinidade com aquela que, até então, era a carreira dos seus sonhos. Decide corrigir o rumo, só que a instituição em que ele está matriculado não oferece o curso de seu interesse. Para continuar estudando, portanto, a alternativa passa a ser a transferência.

Como proceder a transferência?

A boa notícia para o estudante que deseja a transferência de universidade pública para a privada é que não há a necessidade de submeter-se a um novo processo seletivo.

Via de regra, basta que sejam respeitadas as condições especificadas no edital de transferência externa, sendo as principais: a existência de vagas e a apresentação de todos os documentos solicitados.

Caso deseje efetuar o aproveitamento de estudos, é obrigatório, por exemplo, a apresentação do programa de disciplinas cursadas, bem como uma tabela de conversão para o sistema decimal validada pela universidade de origem, caso o desempenho seja avaliado por meio de conceitos.

Tenho alternativas para continuar não pagando ou desembolsando muito pouco?alternativas-para-continuar-nao-pagando

Até mesmo aquela que poderia ser a maior desvantagem em transferir graduação da universidade pública para a privada pode ser contornada. Hoje em dia, as instituições de ensino oferecem diversas alternativas ao estudante que está com o financeiro apertado.

São elas: as bolsas parciais ou integrais oferecidas pelo Programa Universidade Para Todos (ProUni), a inscrição no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), programa do Ministério da Educação ou a adesão a financiamentos privados como o FIEF - Financiamento Estudantil Facilitado ou Crédito Universitário PraValer, que oferecem alguns diferenciais, como a contratação semestral e a não exigência de nota mínima do ENEM. 

Além disso, o aluno pode contar também com o Seguro Educação, cuja cobertura pode estender-se até a formatura, desde que respeitados os termos do regulamento.

Se ficou com dúvidas sobre o processo ou tem interesse em realizá-lo, basta acessar nossa página sobre transferência de universidade.

 

 

Links de referência:

Edital de transferência externa

FIES e Prouni

FIEF

Crédito Universitário

Regulamento do Seguro Educação

Leia também:

Transferência entre universidades: 4 erros que você não pode cometer

Como funciona o Prouni no meio do ano?

4 formas de usar a sua nota do Enem

ebook-financas-pessoais-para-futuros-estudantes-de-graduacao

Finanças pessoais para estudantes de graduação

Neste e-book, você encontrará algumas dicas que te ajudarão a controlar suas finanças, para atravessar a vida universitária com mais de tranquilidade.
 
Preencha o formulário abaixo e faça o download. 👇

MAIS LIDAS DO MÊS

10 características de um líder de sucesso
Origem dos idiomas: como surgiram as línguas que conhecemos?
Saiba como aproveitar disciplinas na segunda graduação EAD
Transferência entre universidades:  4 erros que você não pode cometer
5 dicas infalíveis para conseguir aumento salarial
Inglês instrumental: já ouviu falar?
4 bons motivos para cursar Engenharia Mecatrônica

POSTS RELACIONADOS